A DIVERSA CORRETORA DE CEREAIS

Com uma equipe treinada, o objetivo da empresa é acompanhar o dia a dia do mercado e oferecer o melhor suporte possível ao agricultor nas negociações dos produtos do campo.


A empresa tem seu foco ainda, no assessoramento ao produtor rural, visando mantê-lo bem informado quanto ao mercado e suas tendências, subsidiando-o com informações relevantes para negociações atuais e futuras.


Hoje, a DIVERSA CORRETORA se tornou uma empresa sólida e com credibilidade no segmento, por isso, é referência para instituições públicas e privadas que buscam serviços nesse setor.



“DIVERSA CORRETORA AJUDANDO A VALORIZAR O TRABALHO E ESFORÇO DO PRODUTOR RURAL”

Notícias

28/01 CARNES: Inscrições de animais para Expozebu 2022 começam dia 31

Porto Alegre, 28 de dezembro de 2022 - A retomada da maior feira da pecuária zebuína nacional segue a todo vapor, e as inscrições de animais para a 87a ExpoZebu serão abertas na semana que vem. Os criadores interessados poderão realizar o processo de inscrição a partir da próxima segunda-feira (31), no site da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ). Pelo quinto ano consecutivo, não houve reajuste nos valores das inscrições, tratando-se dos mesmos tabelados desde 2017. Além disso, mais uma vez, as inscrições realizadas com antecedência asseguram descontos. Os criadores que realizarem o processo entre os dias 31 de janeiro e 4 de março garantem os valores de R$ 350 (associados) e R$ 700 (não associados). Entre 5 de março e 8 de abril, o investimento é de R$400 (associados) e R$800 (não associados). Já partir de 9 de abril, a taxa é de R$450 (associados) e R$900 (não associados). As inscrições se encerram no dia 22 de abril. Vale ressaltar que a inscrição antecipada dos animais possibilita que os criadores escolham o pavilhão de exposição dos seus animais durante o evento. Evidentemente, a seleção da localização deve seguir o mapa de distribuição das raças e as regras de setorização do Parque Fernando Costa, estabelecidas pela ABCZ. O Concurso Leiteiro e demais campeonatos e julgamentos que integram a programação da feira contam com calendários, diretrizes e valores próprios, que devem ser consultados previamente pelos criadores. Clique aqui e acesse o regulamento completo da 87 ExpoZebu. Presencial A ExpoZebu 2022 marca o retorno presencial da maior feira da pecuária zebuína nacional, após dois anos de intervalo em decorrência da pandemia. A ABCZ está preparando um evento inovador e tecnológico, com uma programação presencial diversificada e cobertura completa pela ABCZ TV. Além disso, a equipe trabalha para garantir a segurança do público e dos profissionais envolvidos, em alinhamento com os órgãos nacionais e municipais de Saúde. A 87a ExpoZebu será realizada de 30 de abril a 8 de maio, no Parque Fernando Costa, em Uberaba (MG). Com informações da assessoria de imprensa da ExpoZebu. Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS Copyright 2022 - Grupo CMA

28/01 MERCADO EUROPA: Ações em queda com decisão do Fed e tensão na Ucrânia

Porto Alegre, 28 de janeiro de 2022 - Os principais índices do mercado de ações europeu fecharam em queda de mais de 1% nesta sexta-feira. É uma das piores performances das bolsas europeias desde outubro de 2020, e os mercados estão apreensivos com as políticas monetárias mais austeras do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) e da crescente tensão entre Rússia e Estados Unidos. "As ações de tecnologia estavam sob pressão e a caminho de sua pior perda mensal desde outubro de 2008, mesmo quando a Apple registrou receita trimestral acima do esperado durante a noite no primeiro trimestre fiscal, apesar de uma cadeia de suprimentos alimentada por pandemia crise e escassez de chips", afirma o analista da IG, Sérgio Ávila. Do lado da tensão Estados Unidos-Rússia, os Estados Unidos convocaram uma reunião do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) para discutir o impasse sobre a Ucrânia, buscando aplicar pressão internacional à Rússia para negociar suas preocupações sobre a segurança europeia entre diplomatas e não no campo de batalha. Há também uma apreensão dos investidores europeus sobre as divulgações das políticas monetárias de dois importantes bancos centrais, ambas na quinta-feira da próxima semana: o Banco da Inglaterra (BoE) e o Banco Central Europeu (BCE). "As oscilações desta semana parecem ser sintomáticas de um mercado que está lutando para analisar as consequências dos bancos centrais que estão mais preocupados em conter o aumento do risco de inflação do que em apoiar o crescimento econômico", afirma Michael Hewson, analista chefe de mercado da CMC Markets. Confira abaixo a variação e a pontuação dos índices europeus no fechamento: FTSE-100 (Londres): -1,17%, 7.466,07 pontos DAX-30 (Frankfurt): -1,05%, 15.325,53 pontos CAC-40 (Paris): -1,54%, 6.924,20 pontos FTSE MIB (Milão): -1,18%, 26.565,40 pontos IBEX-35 (Madri): -1,11, 8.602,80 pontos SMI-20 (Zurique): -0,54%, 12.111,30 pontos PSI-20 (Lisboa): -0,72%, 5.521,86 pontos Confira o acumulado da semana: FTSE-100 (Londres): -0,37% DAX-30 (Frankfurt): -1,64% CAC-40 (Paris): -1,63% FTSE MIB (Milão): -1,83% IBEX-35 (Madri): -0,84% SMI-20 (Zurique): -1,91% PSI-20 (Lisboa): -1,09% Com informações da Agência CMA Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS Copyright 2022 - Grupo CMA

28/01 CÂMBIO: Dólar segue em queda, impulsionado por fluxo positivo na bolsa

Porto Alegre, 28 de janeiro de 2022 - O dólar segue em sólida queda, firmando viés baixista. Apesar da iminente alta dos juros nos Estados Unidos e o cenário doméstico inalterado, o fluxo positivo na bolsa de valores tem dado o fôlego à moeda brasileira há dias. De acordo com o analista de risco da Ajax Capital, Rafael Passos, "o IGP-M e a taxa de ocupação contribuíram positivamente nesta manhã". O Indice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) subiu 1,82% em janeiro, e a taxa de ocupação caiu para 11,6% no trimestre móvel encerrado em novembro. Passos destaca o fluxo positivo na bolsa brasileira: "O tom mais hawkish (austero) do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), no primeiro momento, é bom para os emergentes, e valoriza o real. o Brasil vai se favorecendo com a alta das commodities. Estamos trabalhando em um cenário com diminuição de liquidez.", avalia. "O quadro interno não mudou, assim como a disseminação da inflação lá fora. Temos visto um Congresso a favor de mais gastos públicos, mirando a eleição", observa Passos. Para o economista-chefe da Nova Futura Investimentos, "a cautela é um pouco maior devido ao Ano Novo chinês na próxima semana. A alta nos preços das commodities, com disparada do minério de ferro, deve suportar o Ibovespa, mas a parte doméstica deve ter um dia brigado, com o apetite recente dos investidores se chocando com o aumento dos riscos políticos". Borsoi destaca a sensação de incertezas internas: "O aumento na percepção de risco local e o desempenho positivo da moeda americana devem pressionar o câmbio, que deve operar em alta", projeta. O economista também destaca que o DXY rompeu os 97 pontos, e se valoriza 1,8% em janeiro. Por volta das 14h21 (horário de Brasília), o dólar comercial caía 0,57%, cotado a R$ 5,3930 para venda. No mercado futuro, o contrato da moeda norte-americana com vencimento em fevereiro de 2022 recuava 0,24%, cotado a R$ 5.397,00. Com informações da Agência CMA. Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS Copyright 2022 - Grupo CMA

28/01 CORONAVIRUS: Casos globais passam de 366 milhões; restrições podem diminuir

Porto Alegre, 28 de janeiro de 2022 - O número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus no mundo passou de 366 milhões, segundo dados compilados pela Universidade Johns Hopkins, e agora soma 366.974.484. As mortes globais por covid-19 totalizam 5.639.818. O Ministro da Saúde da Alemanha, Karl Lauterbach, informou que considera suspender algumas restrições após um pico final de transmissões até o final de fevereiro, alegando que a onda de casos da variante Ômicron está "sob controle". Ontem, a Alemanha bateu pelo segundo dia o recorde de diário de casos de covid-19 e, pela primeira vez desde o início da pandemia, ultrapassou a marca de 200 mil novas infecções. Os alemães totalizam 9.503.187 infecções, e 117.538 óbitos. O Brasil continua registrando recordes no número de infecções. A média móvel de casos nos últimos 7 dias é de 170.572 - a maior registrada até o momento, marcando o décimo recorde seguido. O país totaliza 24.789.795 infecções e 625.390 óbitos desde o início da pandemia. Já os Estados Unidos seguem com o maior número de contaminações e de mortes no mundo, com as infecções por covid-19 somando 73.429.392 e as mortes totalizando 878.472. Depois dos Estados Unidos, a India tem o maior número de infecções provocadas pelo novo coronavírus. O total de casos no país atinge a marca de 40.622.709 infecções, e 492.327 óbitos. Na Europa Ocidental, a França lidera o número de infecções totais, com 18.242.654 casos, e 131.008 óbitos. Os franceses superaram o número de contaminados do Reino Unido, que totaliza 16.358.216 infecções, agora o quinto maior da Europa, e 155.561 mortes. A Itália vem em seguida, com 10.539.601 casos e 145.159 mortes. Depois vem a Espanha, com 9.660.208 casos e 92.767 mortes. A Argentina, que também enfrenta um início de ano de contágios elevado, soma 8.207.752 infecções e 120.352 óbitos. O sistema de contagem da Johns Hopkins compila informações da Organização Mundial da Saúde, do Centro de Controle de Doenças norte-americano e do Centro de Controle e Prevenção de Doenças europeu, além de relatos da mídia, de departamentos locais de saúde e comunicados online de médicos e outros profissionais da saúde. Com informações da Agência CMA. Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS Copyright 2022 - Grupo CMA

28/01 EMPRESAS: Petrobras alcança recorde de vendas e de produção de diesel S-10

Porto Alegre, 13 de dezembro de 2021 - A Petrobras atingiu, em 2021, recorde anual de produção e vendas de diesel S-10, combustível com baixo teor de enxofre. Foi registrado aumento de 34,7% na comercialização do produto em relação a 2020, com a venda de 25,8 bilhões de litros; e incremento de 10% na produção, que alcançou 21,2 bilhões de litros. Para atendimento a seus contratos de venda, a produção de diesel S-10 da Petrobras é complementada por importações realizadas pela própria companhia. O crescimento do consumo do óleo diesel S-10 ocorre de forma associada à modernização da frota nacional, garantindo os melhores resultados ambientais e econômicos para os usuários. Atualmente, a venda do S-10 corresponde a mais da metade das vendas totais de diesel da Petrobras. Os números refletem os esforços da companhia para ampliar a oferta do produto com menor teor de enxofre e que atende às tecnologias mais modernas de motores em uso no Brasil. A companhia prevê investir US$ 2,6 bilhões na expansão da capacidade de suas refinarias até 2026, resultando numa produção adicional de mais de 300 mil barris por dia de óleo diesel S-10. Ao final desse prazo, todo o óleo diesel produzido pela Petrobras será S-10. Óleos diesel automotivos Dois tipos de óleos diesel automotivos são comercializados no Brasil: o diesel S-500 e o diesel S-10. Os óleos atendem às necessidades de diferentes tecnologias veiculares. O S-500 destina-se a veículos produzidos até 2011 e garante a esses veículos um menor consumo, com atendimento às legislações de emissões vigentes. Os veículos produzidos a partir de 2012 devem usar o óleo diesel S-10, que permite atender aos limites de emissões definidos pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). O uso do óleo diesel S-10 em veículos produzidos antes de 2012 não causa nenhum problema em relação ao uso ou às emissões de poluentes locais, mas pode representar um aumento do consumo. A Petrobras está apostando no uso de tecnologias para fornecer produtos que ajudem na melhoria da qualidade do ar e sejam competitivos em custo. O óleo diesel S-10 é essencial para o desempenho dos motores produzidos a partir de 2012, com impactos positivos na redução de emissões de material particulado em até 80% e de óxidos de nitrogênio em até 98%. As informações partem da assessoria de imprensa da Petrobras. Revisão: Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS Copyright 2022 - Grupo CMA

28/01 AGRICULTURA: Chuva volumosa favorece cultivos no centro-norte do país-Conab

Porto Alegre, 28 de janeiro de 2022 - Nas primeiras semanas deste ano, o clima continuou favorecendo os cultivos do centro-norte brasileiro. O desenvolvimento dos cultivos de verão em Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Pará, Rondônia e Matopiba foi beneficiado por bons volumes pluviais. A análise faz parte da edição de janeiro do Boletim de Monitoramento Agrícola, Cultivos de Verão (Safra 2021/2022), divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nesta sexta-feira. Ainda segundo a publicação, em algumas localidades dos estados citados, o excesso de precipitação causou danos por inundação, excesso de umidade do solo, falta de luminosidade e dificuldade na realização de tratos culturais. Menores volumes pluviais Foram observadas precipitações irregulares e de baixo volume que persistiram no sudoeste do Mato Grosso do Sul, oeste de São Paulo e nos estados da região Sul. A restrição hídrica e as altas temperaturas têm prejudicado o desenvolvimento dos cultivos de verão na metade oeste do Paraná, no oeste de Santa Catarina e no noroeste e centro do Rio Grande do Sul. De acordo com o Boletim, as chuvas ocorridas no período de 15 a 21 de janeiro amenizaram a extensão das áreas sob restrição, mas permanece a condição de atenção principalmente nas lavouras em estádios reprodutivos. Mesmo com as chuvas da semana passada, as temperaturas locais permanecem elevadas. O Boletim de Monitoramento Agrícola é resultado da colaboração entre a Conab, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e o Grupo de Monitoramento Global da Agricultura (Glam), além de agentes colaboradores que contribuem com dados pesquisados em campo. Com informações da assessoria de imprensa da Conab. Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS Copyright 2022 - Grupo CMA

28/01 SOJA: Preços disparam em janeiro. Conheça os motivos (vídeo)

Porto Alegre, 28 de janeiro de 2022 - Os preços da soja voltaram a subir bem nesta semana no mercado brasileiro, encaminhando um mês de janeiro bem positivo. Saiba mais no comentário do jornalista Dylan Della Pasqua: https://www.youtube.com/watch?v=ZjX_0u1VAWs Acompanhe na Safras TV, vídeos da equipe de jornalistas e analistas de SAFRAS & Mercado, com as informações sobre a movimentação dos principais mercados brasileiros e mundiais para as commodities agrícolas. Conteúdo da Safras TV: - Mercados agrícolas: acompanhamento dos mercados de soja, milho, trigo, açúcar, café, carnes, trigo, algodão e arroz. - Agenda semanal: os principais eventos do setor e seu impacto sobre o mercado. - Destaques: avaliações temáticas, com as projeções de SAFRAS & Mercado, previsões e avaliações de importantes relatórios, como USDA e Conab, entre outros. - Entrevistas: dicas e entrevistas semanais e mensais com os analistas de SAFRAS & Mercado e outros representantes do setor. Copyright 2022 - Grupo CMA

28/01 PETRÓLEO: Futuros sobem quase 2% e Brent chega a US$ 90

Porto Alegre, 28 de janeiro de 2022 - Os preços dos contratos futuros de petróleo operam em alta nesta manhã. Os valores vêm subindo em um cenário de preocupação com a oferta apertada, já que os principais produtores continuam sua política de aumentos de produção limitados em meio à crescente demanda por combustível. Por volta de 10h41 (horário de Brasília), o preço do contrato do petróleo WTI negociado na Nymex com entrega para março subia 1,85%, cotado a US$ 88,23 o barril. Já o preço do contrato do Brent negociado na plataforma ICE, com entrega para março, subia 1,81%, cotado a US$ 91 o barril. Com informações da Agência CMA. Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS Copyright 2022 - Grupo CMA

RSS COTAÇÕES

Cotação/Data
Último
Diferença
MAXIMO
MININO
Soja May/2019
817.750S
+0
821.750
815
Soja Jul/2019
830.750S
+0
836.250
827
Soja Aug/2019
837S
+0
842.500
833.750
Milho May/2019
358S
+0
359.250
355
Milho Jul/2019
366.500S
+0
368.250
363
Milho Sep/2019
374S
+0
375.500
370.750
Farelo May/2019
288.4S
+0.0
291.9
292.3
Farelo Jul/2019
293.2S
+0.0
297.1
293.5
Farelo Aug/2019
294.8S
+0.0
298.4
295.1
Oleo de Soja May/2019
26.81S
+0.00
26.97
26.86
Oleo de Soja Jul/2019
27.10S
+0.00
27.40
26.96
Oleo de Soja Aug/2019
27.24S
+0.00
27.54
27.08

Moeda
ÚLTIMO
VARIAÇÃO
DATA
HORA
MAXIMO
MINIMO
Dolar Comercial
4.9940
+1.05
30/06/2021
10:10
4.9950
4.9530

Fale Conosco

Rua Rio Branco esquina com Av. Cuiabá, Ed. Comercial Montello, Sala 205 Centro, Rondonópolis - MT 78700-170

diversa@diversacorretora.com.br
adm@diversacorretora.com.br

(66) 3439-3300 (66) 3439-3318