A DIVERSA CORRETORA DE CEREAIS

Com uma equipe treinada, o objetivo da empresa é acompanhar o dia a dia do mercado e oferecer o melhor suporte possível ao agricultor nas negociações dos produtos do campo.


A empresa tem seu foco ainda, no assessoramento ao produtor rural, visando mantê-lo bem informado quanto ao mercado e suas tendências, subsidiando-o com informações relevantes para negociações atuais e futuras.


Hoje, a DIVERSA CORRETORA se tornou uma empresa sólida e com credibilidade no segmento, por isso, é referência para instituições públicas e privadas que buscam serviços nesse setor.



“DIVERSA CORRETORA AJUDANDO A VALORIZAR O TRABALHO E ESFORÇO DO PRODUTOR RURAL”

Notícias

05/03 MERCADO EUROPA: Ações fecham em queda com nervosismo após dados dos EUA

Porto Alegre, 5 de março de 2021 - Os principais índices do mercado de ações europeu fecharam o último pregão da semana em queda, após uma sessão volátil com os investidores acompanhando os movimentos no mercado de dívida, depois de dados fortes sobre o emprego norte-americano. A economia dos Estados Unidos criou de 379 mil postos de trabalho em fevereiro, superando as estimativas de criação de 162,5 mil vagas, e a taxa de desemprego no país caiu de 6,3% para 6,2%, ante projeção de alta para 6,4%. Após a divulgação dos dados de emprego, os juros dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos de 10 anos chegaram a superar os 1,6%. "Parece haver um pouco de desconforto no mercado, pois a atualização positiva do mercado de trabalho é uma faca de dois gumes. Um mercado de trabalho mais saudável é um bom augúrio para a recuperação, mas também provavelmente trará pressão inflacionária - que tem um histórico de elevar os juros e prejudicar as ações", disse o analista da CMC Markets, David Madden. Além disso, o ministro de Finanças alemão, Olaf Scholz, disse que a Alemanha vai precisar de um orçamento suplementar este ano para cobrir custos extras relacionados à pandemia do novo coronavírus. Por fim, a Itália bloqueou a exportação da vacina contra covid-19 da AstraZeneca para a Austrália, com o apoio de autoridades da União Europeia (UE), bem como do governo da França, refletindo a crescente frustração na Europa com a lentidão na distribuição das doses. Confira abaixo a variação e a pontuação dos índices europeus após o fechamento: FTSE-100 (Londres): -0,31%, 6.630,52 pontos DAX-30 (Frankfurt): -0,97%, 13.920,69 pontos CAC-40 (Paris): -0,82%, 5.782,65 pontos FTSE MIB (Milão): -0,55%, 22.965,63 pontos IBEX-35 (Madri): -0,80%, 8.286,80 pontos SMI-20 (Zurique): -1,44%, 10.595,50 pontos PSI-20 (Lisboa): +0,50%, 4.671,94 pontos Veja a variação dos índices no acumulado da semana: FTSE-100 (Londres): +2,27% DAX-30 (Frankfurt): +0,97% CAC-40 (Paris): +1,39% FTSE MIB (Milão): +0,51% IBEX-35 (Madri): +0,75% SMI-20 (Zurique): +0,54% PSI-20 (Lisboa): -0,64% Com informações da Agência CMA. Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS Copyright 2021 - Grupo CMA

05/03 CORONAVIRUS: EUA enfrentam risco de novo pico como Europa, diz Fauci

Porto Alegre, 5 de março de 2021 - O principal especialista em doenças infecciosas da Casa Branca, o doutor Anthony Fauci, alertou para o risco de um pico de casos nos Estados Unidos nas próximas semanas, como o que aconteceu na Europa, na medida em que as infecções norte-americanas estão em um platô. "Estamos em um platô entre 60 mil e 70 mil novos casos por dia. Quando você tem essa quantidade de atividade viral em um platô, quase invariavelmente significa que você está em risco de outro pico", como está acontecendo na Europa, disse Fauci, em coletiva de imprensa da força-tarefa contra covid-19 da Casa Branca. Os europeus "tiveram queda de casos por seis semanas, chegaram a um platô e agora esta semana viram uma alta de casos de 9% nos Europa, algo que queremos desesperadamente evitar", afirmou. Segundo Fauci, isso está relacionado com variantes do vírus, uma vez que, de acordo com fundamentos básicos de virologia, os vírus não podem ter mutações se não se replicarem. "Níveis altos de propagação do vírus em uma comunidade favorece mutações e a evolução de variantes", disse. Assim, é preciso vacinar as pessoas, "maximizar a resposta imune contra amplos tipos de vírus", realizando estudos sobre doses de reforço ou vacinas específicas contra variantes, e adotar medidas preventivas. Ele reiterou que todas as três vacinas aprovadas nos Estados Unidos, da Moderna, Pfizer e Johnson & Johnson, são altamente eficazes e tem efeito importante contra casos severos, hospitalizações e mortes. Os Estados Unidos possuem 28.580.198 casos de covid-19, com 65.424 novos casos e uma queda de 5,7% na média de sete dias, atualmente em 62.555, ante os 66.306 da semana anteriores, segundo dados do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Já as mortes somam 517.224, com 1.947 novos óbitos e queda de 6,7% na média de sete dias, em 1,921. "Os números atuais permanecem preocupantes. Casos e mortes ainda estão muito altos e estão em um platô por mais de uma semana, em níveis que vimos nas últimas pesquisas de verão e seguindo seis semanas de declínios", disse diretora do CDC, Dra. Rochelle Walensky. É por isso que peço que dobrem os cuidados com medidas de prevenção", disse. "Não estamos lá ainda", acrescentou, citando que quando mandatos de máscaras são retirados, casos sobem, assim como quando restaurantes são reabertos. "Com os atuais níveis de covid-19 nas comunidades e a contínua propagação de variantes mais transmissíveis, agora identificadas em 48 estados, seguir estritamente as medidas de prevenção permanece essencial para colocar fim a esta pandemia", concluiu. Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS Copyright 2021 - Grupo CMA

05/03 CARNES: Furto de gado aumenta em SC e preocupa pecuaristas

Porto Alegre, 5 de março de 2021 - O aumento no número de ocorrências de abigeato - furto de gado - está preocupando os produtores rurais catarinenses. O crime foi reportado pelos presidentes dos Sindicatos à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC), que solicitou a atenção do Governo do Estado para coibir a ação dos criminosos. Em fevereiro, dois furtos causaram prejuízos milionários a pecuaristas do Planalto Serrano. Duas fazendas de Santa Cecília tiveram 85 animais roubados das propriedades, causando perdas de R$ 620 mil. Na primeira ação, os criminosos lotaram dois caminhões e levaram 50 novilhas de raça, estimadas em meio milhão de reais. Na outra, do mesmo modo, 35 cabeças de gado foram furtadas, 23 bois e 12 vacas, cujo valor alcançou R$ 120 mil. Neste caso, porém, a Polícia Civil de Santa Cecília conseguiu recuperar todos os animais no município vizinho de Papanduva e devolvê-los ao produtor. Na última semana o pecuarista de Cerro Negro, também na serra, Mário Kauling, foi mais uma vítima. Ele foi furtado duas vezes: uma carga com quatro novilhas e outra com nove. Na segunda ação, a Polícia conseguiu recuperar os animais e reduziu o prejuízo do produtor. Mesmo assim, Kauling perdeu R$ 10 mil do seu rebanho e precisou investir outros R$ 500 para transportar o gado de volta para a fazenda. "A gente percebe que se trata de uma organização criminosa bem articulada. Eles agem quase sempre na madrugada e levam grande quantidade, provavelmente para revenda. O nosso sentimento é de tristeza, vulnerabilidade e medo", afirma o produtor. Kauling conta que o crime de abigeato é constante e nem sempre se trata de furto dos animais vivos. "Há muitos outros casos em que encontramos apenas a carcaça do gado. Nestas situações são furtos menores, mas que também causam grandes prejuízos", acrescenta. FAESC SOLICITA APOIO O vice-presidente de finanças da FAESC, Antônio Marcos Pagani de Souza, alega que o alto preço da carne bovina tem despertado a atenção dos criminosos nos últimos meses em todo o País e precisa de fiscalização maior nas fazendas. Ele orienta os produtores a observarem a circulação de pessoas ou de veículos estranhos nas comunidades e acionarem a Polícia em qualquer caso suspeito. "Já há uma parceria entre as forças de segurança, a Cidasc e os Sindicatos Rurais no Estado, como as Polícias Ambiental, Militar e Civil. Porém, não há como fiscalizar em tempo integral, por isso é importante que os produtores monitorem suas propriedades e avisem os policiais em qualquer suspeita", alerta Pagani. Em reunião virtual com o secretário da Agricultura do Estado, Altair Silva, o presidente da FAESC, José Zeferino Pedrozo, solicitou o apoio do Governo para reprimir a ação dos criminosos. "O abigeato é um crime que sempre nos preocupa, não só pelos altos prejuízos, mas por colocar a segurança e a produtividade dos nossos pecuaristas em risco. Nos colocamos à disposição para debatermos em conjunto uma forma de impedirmos esses furtos e protegermos melhor os produtores", ressalta o dirigente. PARCERIAS MELHORAM FISCALIZAÇÃO Duas experiências têm ajudado os produtores e a Polícia a reduzirem a criminalidade no meio rural. Uma delas é em Lages, onde o Sindicato Rural e as cooperativas do setor têm convênio com a Polícia Militar para rondas no campo, por meio do projeto Patrulha Rural. Com repasse mensal de R$ 1.500, o Sindicato ajuda a bancar os custos de duas viaturas exclusivas para monitorar o setor. Os recursos também asseguram alimentação aos policiais que não precisam retornar à cidade para almoço. "É uma rede de segurança. Os policiais identificam as propriedades, todos os empregados e veículos que circulam, além de cadastrar informações estruturais e recomendar medidas para melhorar a proteção. Todas são certificadas e monitoradas via GPS, o que facilita a ação dos agentes", explica o presidente do Sindicato Rural de Lages, Márcio Pamplona. Ele destaca que as viaturas são adequadas para uso no interior - caminhonetes com tração nas quatro rodas. Outro modelo bem-sucedido é executado em Chapecó, no oeste. Chamado de GPS Rural, o programa certificou mais de 500 propriedades para monitoramento via GPS. Todas têm placas de identificação que facilitam o acesso e o atendimento da Polícia Militar, Bombeiros, Samu e SAER. O programa é fruto de uma parceria entre Prefeitura, Sociedade Amigos de Chapecó (SACH), forças da segurança, Sindicato Rural de Chapecó e Região, além das agroindústrias. "O Sindicato participou da criação do projeto GPS Rural e doou tablets para uso nas viaturas da polícia. O programa, sem dúvidas, ajuda no combate ao abigeato, é mais uma ferramenta para coibir a prática", ressalta o vice-presidente regional da FAESC, Ricardo Lunardi, ao informar que o sistema precisa ser permanentemente checado para que haja convergência nas informações. Para o presidente da FAESC, os modelos implantados em Lages e em Chapecó precisam ser ampliados no Estado. "Com certeza a parceria entre Sindicatos, empresas do setor e forças da segurança faz toda a diferença no combate à criminalidade no campo. A Federação incentiva a expansão deste programa", sublinha Pedrozo. Com informações da assessoria de imprensa da FAESC. Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS Copyright 2021 - Grupo CMA

05/03 CORONAVIRUS: Casos globais passam de 115,7 milhões, diz Johns Hopkins

São Paulo, 5 de março de 2021 - O número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus no mundo superou os 115,7 milhões, segundo dados compilados pela Universidade Johns Hopkins, e agora soma 115.768.386. As mortes globais por covid-19 totalizam 2.571.881. Nos Estados Unidos, país que possui o maior número de contaminações e de mortes no mundo, as infecções somam 28.828.931. O país reportou 67.164 novos casos da doença em 24 horas, acima dos 66.460 registrados um dia antes. As mortes por covid-19 somam 520.422. Depois dos Estados Unidos, a India tem o maior número de infecções provocadas pelo novo coronavírus, com 11.173.761 casos e 157.548 óbitos. O Brasil, que aparece em terceiro lugar em número de casos de covid-19, tem 10.793.732 infectados. As mortes no país totalizam 260.970. O Reino Unido está em quinto lugar no mundo e tem o maior número de casos da Europa, totalizando 4.213.765, e 124.259 mortes; seguido pela França, com 3.895.430 infecções e 87.988 mortes, e pela Espanha, com 3.142.358 casos e 70.501 óbitos pela doença. O sistema de contagem da Johns Hopkins compila informações da Organização Mundial da Saúde, do Centro de Controle de Doenças norte-americano e do Centro de Controle e Prevenção de Doenças europeu, além de relatos da mídia, de departamentos locais de saúde e comunicados online de médicos e outros profissionais da saúde. Com informações da Agência CMA. Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS Copyright 2021 - Grupo CMA

05/03 AGRONEGÓCIO: SAFRAS Agri Week será realizado entre 9 e 11 de março

Porto Alegre, 5 de março de 2021 - SAFRAS & Mercado vai realizar entre os dias 9 e 11 de março a primeira edição do SAFRAS Agri Week, seminário sobre o mercado agropecuário global. O evento será online e gratuito e contará com a presença dos analistas de SAFRAS, que trarão as tendências para o mercado das principais commodities agrícolas brasileiras em 2021/22. O evento também contará com entrevistas com representantes do setor e será moderado pelos jornalistas Dylan Della Pasqua e Lessandro Carvalho. Para fazer a inscrição e estar cadastrado para o evento, além de conferir a programação, acesse o link abaixo: https://safras.zohosites.com/evento-online-safras-agri-week?utm_source=sitesafra s&utm_campaign=Evento-safras-agri-week Copyright 2021 - Grupo CMA

05/03 CÂMBIO: Dólar reduz ganhos após dados de emprego dos EUA, cotado a R$ 5,68

Porto Alegre, 5 de março de 2021 - Em alta desde a abertura dos negócios, o dólar comercial acelerou os ganhos frente ao real chegando a subir 1%, a R$ 5,72, acompanhando o fortalecimento da moeda no exterior ante das divisas pares e de países emergentes em meio ao avanço do rendimento da taxa de juros futuros dos títulos de dívida do governo norte-americano, as treasuries, no qual o vencimento de 10 anos bateu novas máximas em um ano, acima de 1,60%. Os dados de emprego dos Estados Unidos, payroll, com a criação de vagas de trabalho em fevereiro acima do esperado refletiu no preço dos ativos. Às 11h06 (de Brasília), o dólar à vista avançava 0,49%, negociado a R$ 5,6880 para venda, após oscilar na mínima de R$ 5,6680 (+0,14%) e máxima de R$ 5,7210 (+1,08%). O contrato futuro com vencimento em abril subia 0,46%, a R$ 5,7000. Lá fora, o Dollar Index acelerou os ganhos (+0,49%), aos 92,080 pontos. As principais moedas de países se desvalorizavam ante o dólar, com o peso mexicano em queda de 1%. Com informações da Agência CMA Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS Copyright 2021 - Grupo CMA

05/03 EUA: Balança comercial tem déficit de US$ 68,2 bilhões em janeiro

Porto Alegre, 5 de março de 2021 - A balança comercial dos Estados Unidos registrou déficit de US$ 68,2 bilhões em janeiro, após apresentar saldo negativo de US$ 66,9 bilhões em dezembro, segundo o Departamento do Comércio do país. Os analistas esperavam déficit de US$ 67,6 bilhões em janeiro. As exportações somaram US$ 191,9 bilhões em janeiro, o que representa uma alta de 0,95% em relação a dezembro e queda de 7,5% ante janeiro do ano passado. As importações atingiram US$ 260,1 bilhões, um crescimento de 1,1% em termos mensais e de 3,2% em base anual. Com informações da Agência CMA. Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS Copyright 2021 - Grupo CMA

05/03 EUA: Desemprego cai a 6,2% em fevereiro, com 379 mil vagas criadas

Porto Alegre, 5 de março de 2021 - A economia dos Estados Unidos criou 379 mil postos de trabalho em fevereiro e a taxa de desemprego caiu para 6,2%, de 6,3% em janeiro. O número de vagas criadas ficou acima da projeção dos analistas, que esperavam abertura de 162,5 mil vagas. A taxa de desemprego veio abaixo da previsão, de 6,4%. Os dados foram divulgados pelo Departamento do Trabalho do país e as estimativas foram levantadas com analistas pela Agência CMA. O Departamento do Trabalho informou também que em janeiro foram criados 166 mil postos de trabalho, mais que as 49 mil vagas divulgadas na leitura preliminar. O total de pessoas empregadas somou 150,239 milhões em fevereiro, alta de 208 mil, ou de 0,1%, ante o mês anterior. Esse número inclui trabalhadores de todos os segmentos produtivos privados e públicos, com exceção do setor rural. O total de desempregados foi estimado em 9,972 milhões, recuo de 158 mil, ou de 1,6%. Com informações da Agência CMA. Revisão: Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Agência SAFRAS Copyright 2021 - Grupo CMA

RSS COTAÇÕES


Warning: simplexml_load_file(http://sfeed-cot01.cma.com.br/clientes/diversa_corretora/Home/cotacoes.xml) [function.simplexml-load-file]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/storage/a/db/9d/diversacorretora1/public_html/2016/home.php on line 91

Warning: simplexml_load_file() [function.simplexml-load-file]: I/O warning : failed to load external entity "http://sfeed-cot01.cma.com.br/clientes/diversa_corretora/Home/cotacoes.xml" in /home/storage/a/db/9d/diversacorretora1/public_html/2016/home.php on line 91

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/a/db/9d/diversacorretora1/public_html/2016/home.php on line 92
Cotação/Data
Último
Diferença
MAXIMO
MININO


Warning: simplexml_load_file(http://sfeed-cot01.cma.com.br/clientes/diversa_corretora/Home/cambio.xml) [function.simplexml-load-file]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/storage/a/db/9d/diversacorretora1/public_html/2016/home.php on line 129

Warning: simplexml_load_file() [function.simplexml-load-file]: I/O warning : failed to load external entity "http://sfeed-cot01.cma.com.br/clientes/diversa_corretora/Home/cambio.xml" in /home/storage/a/db/9d/diversacorretora1/public_html/2016/home.php on line 129

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/a/db/9d/diversacorretora1/public_html/2016/home.php on line 130
Moeda
ÚLTIMO
VARIAÇÃO
DATA
HORA
MAXIMO
MINIMO

Fale Conosco

Rua Rio Branco esquina com Av. Cuiabá, Ed. Comercial Montello, Sala 205 Centro, Rondonópolis - MT 78700-170

diversa@diversacorretora.com.br
adm@diversacorretora.com.br

(66) 3439-3300 (66) 3439-3318